Escutar para além das orelhas

As gentes só escutam o que querem Ou o que podem entender do que escutam. Ouvir atualmente, vem sendo um ato prodigioso, Quase imaculado! Receber o que vem do outro em nossos tempos, sem julgamento, seria talento, uma meta ou utopia? Quem sabe um mantra para todos os dias: – Sempre escute para além dasContinuar lendo “Escutar para além das orelhas”

Yo Você We – Minhas Experiências com o amor

Oláaa!!! É com grande alegria que divulgo o lançamento do meu primeiro livro de poesia Yo Você We – Minhas Experiências com o Amor!!!!! Yo Você We é o retrato da minha narrativa pessoal em busca da excelência no amor romântico. O livro já pode ser encontrado Aqui para download Yo Você We  Se vocêContinuar lendo “Yo Você We – Minhas Experiências com o amor”

Selfie-se service

Já fiz muita selfie triste. Selfie de mentira. Era um selfie desconhecido. Um eu mesmo vazio tentando se encontrar na aprovação do like alheio. Enquanto eu, Tal um sujeito oculto. Estava oculta de mim mesma. Hoje faço selfie de protesto. De propósito. Poso minha alma para a multidão. Nua. Sem me importar se você vaiContinuar lendo “Selfie-se service”

Louca

Queria reinventar as palavras. As sensações possuem um amplo glossário, nem sempre mensurável. Queria ouvir a voz do desconhecido. Rouca, mansa, tumultuando docemente seus ouvidos. Queria ser louca. Insanamente solta, Ilimitadamente livre. Despreocupada em relação aos perigos do ego controlador. Enfim, tornou-se escritora. Foto e texto: Yve Oliveira  

Sobre a maternidade parte 2

A maternidade é selvagem. Instintiva. Uma experiência profunda de amor e desapego. É um universo paralelo. Uma escolha consciente ou inconsciente de avançar em um nível avançado de autoconhecimento. Por vezes, nos provoca reações exageradas, além de uma maior sensibilidade para perceber as necessidades de qualquer ser humano. Uma mãe pensa com o corpo. Agarra,Continuar lendo “Sobre a maternidade parte 2”